Blocos de empilhamento de crianças

Áreas de Intervenção

ESPECIALIDADES

A nossa intervenção assenta no princípio de que o indivíduo existe como um todo, pelo que os nossos objetivos são formulados de acordo com: as necessidades e interesses do indivíduo e da sua família, respondendo às suas prioridades, sempre que possível com o parecer médico e dos restantes intervenientes na equipa transdisciplinar que apoia o indivíduo.

A prioridade é sem dúvida o indivíduo e respeitando a sua faixa etária e as suas atuais competências e interesses, estabelecemos um conjunto de objetivos individuais que vão ao encontro da superação das suas atuais dificuldades específicas.

Juntamente com todos os intervenientes da equipa transdisciplinar esses mesmos objetivos vão sendo avaliados e gradualmente reformulados no intuito de assegurar a progressão e o acesso a novas competências.

Avaliação do Perfil Funcional do Neurodesenvolvimento

Avaliação criteriosa das diferentes competências e dificuldades do indivíduo ao nível das diferentes áreas do desenvolvimento (motricidade, cognição (não verbal e verbal), comunicação e linguagem, funções executivas, autonomia, interação social, aprendizagens pré-escolares ou escolares, rotinas, interesses,…).

Avaliação das Dificuldades de Aprendizagem

(Dislexia, Disortografia e Discalculia)

Estudante de ajuda do professor

Destina-se sobretudo a crianças que frequentam o 1º ciclo e que estejam a evidenciar algumas dificuldades na aquisição dos diferentes conteúdos curriculares, revelando ritmos de aquisição distintos, sucessivos insucessos e que possam começar a demonstrar receios, bloqueios e rejeição às diferentes aprendizagens escolares.

Destina-se igualmente a crianças que já vêm referenciadas pelo pediatra do desenvolvimento como tendo uma Perturbação Específica da Aprendizagem (Leitura, Escrita e/ou Cálculo).

 

  • Leitura:  Avaliação da consciência fonológica, princípio alfabético, do nível de fluência leitora, do tipo e de adequação da metodologia do ensino da leitura, nível de compreensão leitora, capacidade de retenção e de síntese de conteúdos lidos, …;

  • Escrita: Avaliação dos principais tipos de erros e sua frequência, organização morfossintática na escrita orientada e na escrita espontânea, desenvolvimento e organização escrita de ideias, diversificação de vocabulário, uso de pontuação e acentuação, …;

  • Matemática: Avaliação dos pré-requisitos académicos e da sua repercussão na compreensão das operações matemáticas e sua aplicabilidade na resolução de problemas; noção de ordens de grandeza; leitura de números, análise da noção de tempo, espaço, dinheiro, …;

Avaliação dos Pré-requisitos das Aprendizagens

Crianças aprendendo

Destina-se a crianças que irão ingressar no 1º ano de escolaridade do ensino básico e deverá ser realizada pelo menos num intervalo de 6 meses antes. Pretende rastrear eventuais dificuldades que possam condicionar uma aprendizagem escolar bem sucedida.

Avaliação envolve diferentes áreas fundamentais às futuras aprendizagens escolares nomeadamente: linguagem (recetiva e expressiva), motricidade global e fina, lateralidade, esquema corporal, noção de espaço e tempo, perceção (visual e auditiva), jogo simbólico, desenvolvimento cognitivo-académico (leitura, escrita e cálculo), criatividade, autonomia pessoal, comportamentos socio-afetivos,…

Intervenção Precoce

(incluindo a Promoção e Desenvolvimento da Comunicação e da Linguagem)

Menino, tocando, com, blocos

Intervenção direcionada às necessidades específicas e individuais das crianças entre os 0 e os 6 anos, que se encontram em risco de desenvolvimento por prematuridade ou existência de alguma perturbação. É centrada no “empowerment” da família e por isso envolve a capacitação e a participação ativa da família.

Envolve a promoção das diferentes áreas do desenvolvimento, tendo por base as capacidades e competências que a criança tem, para desenvolver comportamentos que começam a emergir e direcionar para aqueles que, do ponto de vista evolutivo, devem ser adquiridos.

Psicomotricidade

Bebê de cabeça vermelha

Dirigida a pessoas com dificuldades ao nível do esquema e noção corporal, alterações na coordenação e equilíbrio e cujas praxias e comportamentos condicionam consideravelmente a sua adaptação e autonomia às exigências do quotidiano.

Reabilitação da mediação corporal que tem como objetivo melhorar os aspetos sociais, académicos e relacionais da criança, jovem ou adulto, recorrendo à reeducação do movimento ao mesmo tempo que explora as funções da inteligência.

Pretende que o indivíduo consiga melhorar a sua comunicação, transformar a sua ação pessoal, alcançar um pensamento operatório e maximizar o seu potencial nas diferentes dimensões (motor, cognitivo e afetivo-relacional).

Desenvolvimento da Motricidade Grosseira

Dirigido a crianças e jovens com desempenho motor substancialmente abaixo do esperado, para a idade cronológica e com oportunidades anteriores para as principais aquisições motoras.

Promover o desenvolvimento harmonioso das diferentes aquisições motoras, estimulando as qualidades físicas básicas (força, velocidade e resistência) e as componentes implícitas: tonicidade, equilíbrio, coordenação, lateralidade, estruturação espácio-temporal.

Fomentar o desenvolvimento do conhecimento do próprio corpo, o domínio dos seus movimentos voluntários e favorecimento da livre expressão corporal.

Desenvolvimento da Motricidade Fina

(incluindo grafomotricidade)

Brincando com anéis

Dirigida a crianças e jovens que revelam dificuldade nos movimentos minuciosos de coordenação óculo manual e coordenação bimanual e que possam eventualmente manifestar alterações ao nível da dominância manual e do cruzamento da linha média do corpo, e que por esse motivo revelam pouca destreza e eficiência em ações manipulativas.

Promovem-se várias tarefas que estimulam o desenvolvimento das competências de alcançar, agarrar, transportar, largar e manipular objetos, entre as quais, tarefas de recorte, pintura, picotagem, contorno, desenho, pré-escrita e escrita.

Desenvolvimento e treino dos pré-requisitos académicos

Dirigida a crianças entre os 5 e os 6 anos de idade que ingressarão no 1º ano de ensino básico e cujos pais e educadores
Intervenção e Treino nas Competências Sociais e de Autonomia

Intervenção e Treino nas Competências Sociais

Intervenção (presencial ou à distância) direcionada sobretudo a crianças com Hiperatividade, Perturbação do Espectro do Autismo e Perturbações do Desenvolvimento Intelectual, mas também a todas as outras que revelem relações intra e interpessoais pouco satisfatórias e comprometimento de comportamentos em diferentes contextos, para que a criança/o jovem não seja estigmatizada/o.

Incide na melhoria da intencionalidade comunicativa, na regulação emocional e na reciprocidade social, tendo por base uma avaliação do seu atual perfil de competências sociais.

Desenvolvimento das Funções Executivas

Sabe-se hoje que o funcionamento executivo é um preditor do desempenho académico, pelo que esta intervenção está direcionada às crianças e jovens que revelam dificuldades ao nível do controlo inibitório, da memória de trabalho e da flexibilidade cognitiva.

O objetivo essencial é desenvolver estas competências essenciais à regulação das tomadas de decisão, à planificação (de ações motoras e cognitivas) e à resolução de novos problemas.

Intervenção cognitivo-comportamental

A intervenção que consiste num conjunto de estratégias procuram reduzir as dificuldades individuais e específicas da criança/jovem com Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção face a questões como: a capacidade de decisão, a gestão de situações sociais, a resolução de problemas e a perceção das emoções.

Visa ajudar o indivíduo a estruturar e utilizar estratégias comportamentais, que o ajudem a gerir o tempo de espera nas tarefas, a controlar a agressividade contida, a resistir à frustração e a reduzir a desobediência ou outros comportamentos sociais negativos, promovendo a sua adaptabilidade aos diferentes contextos.

É uma intervenção individualizada pois considera as especificidades da criança/jovem ao nível do autoconceito e da autoestima, do temperamento, da resposta ao reforço e às expetativas intrínsecas, à sua maturidade, entre outras características.

Envolve diretamente o indivíduo, a família e os contextos essenciais.

Promoção dos Métodos e Técnicas de Estudo para redução do Insucesso Escolar

A motivação e o autocontrolo são fundamentais para que qualquer estudante consiga aprender, organizar-se e manter-se atento durante o processo ensino-aprendizagem.

Esta intervenção (presencial ou à distância) visa ajudar a avaliar e mudar as atitudes face ao estudo, autor responsabilizar o aluno na sua aprendizagem e sobretudo dar-lhe ferramentas que potenciem e rentabilizem o tempo que dedica ao estudo.

Apoio Psicopedagógico especializado

(leitura, escrita e matemática)

Intervenção (presencial ou à distância) direcionada para as crianças que comecem a evidenciar algumas dificuldades na aquisição das principais competências académicas, quer por motivos de ansiedade da criança, quer por pré-requisitos deficitários ou por motivos comportamentais (como desatenção não sindromática, baixo ritmo de trabalho ou mesmo métodos de ensino inadequados ao seu estilo de aprendizagem, …).

Desenvolvimento e Reeducação da Leitura e Escrita

Menina fazendo tarefa

Intervenção (presencial ou à distância) que assenta sobre uma avaliação prévia do perfil de leitura do aluno e sobre as suas competências ortográficas. Pode englobar atividades de consolidação e treino de consciência fonológica, de desenvolvimento da velocidade leitora, além da promoção da compreensão do conteúdo lido. Ao nível da escrita será dado ênfase ao tipo de aprendizagem que melhor responde às especificidades do aluno para desenvolver as competências.

Intervenção nas Dificuldades de Aprendizagem na Matemática

Criança Na Fonoaudiologia

Intervenção especializada e individual, realizada através de plataformas digitais que permitem a participação ativa da criança/jovem sobre a orientação contínua do técnico. Envolve atividades estruturadas especificamente para as necessidades de cada criança/jovem e respondendo às prioridades da família.

Promoção das Competências de Autonomia

Intervenção que procura ajudar a criança/o jovem, a família e outros cuidadores a promover as competências de autonomia no âmbito da higiene, alimentação, vestuário e independência pessoal, de forma a contribuir para que possam participar de forma ativa, e com o mínimo de apoio necessário, nas suas diferentes atividades diárias.

Promove o aumento da qualidade de vida, da autonomia e da participação incentivando à generalização nos diversos contextos.

Promoção das Competências de Autonomia

Intervenção que procura ajudar a criança/o jovem, a família e outros cuidadores a promover as competências de autonomia no âmbito da higiene, alimentação, vestuário e independência pessoal, de forma a contribuir para que possam participar de forma ativa, e com o mínimo de apoio necessário, nas suas diferentes atividades diárias.

Promove o aumento da qualidade de vida, da autonomia e da participação incentivando à generalização nos diversos contextos.

Transição para a vida ativa

Apoiar os jovens e adultos na procura e adaptação ao mercado de trabalho, colaborando com as entidades empregadoras e capacitando os indivíduos de competências necessárias ao cumprimento das tarefas delineadas, no contexto em causa.

Implica uma supervisão temporária no local de trabalho, assim como, uma interação com os diferentes funcionários, para esclarecer dúvidas e capacitá-los.

Aconselhamento de Tecnologias e de Instrumentos Informáticos para Fins Pedagógicos

Consulta que procura ajudar os pais a promover uma boa educação digital, garantir que se sentem capazes e detentores de boas ferramentas para de forma consciente e coerente, ajudarem os filhos a tirar o melhor partido da tecnologia e a promover o seu uso saudável.

Procura apoiar os pais a escolherem tecnologias ao serviço da educação que possam apoiar os métodos de aprendizagem dos seus filhos de forma apelativa e motivante.

Em parceria com a colega Maria Inês Cabrita, responsável pelo blog Aprender com os dedos.

Consulta de Sexualidade

A Consulta de Sexualidade (à distância) pretende avaliar, intervir ou apoiar pessoas, famílias e instituições.

Mais concretamente fornece aconselhamento dirigido a famílias com crianças, jovens ou adultos com perturbações neurodesenvolvimentais, tais como trissomia 21, perturbações do espectro do autismo, perturbações da aprendizagem e perturbações do desenvolvimento intelectual; Intervenção clínica de psicologia e sexologia  dirigida a crianças, jovens, jovens-adultos ou adultos com dificuldades relacionais e /ou comportamentais ao nível da sexualidade e aconselhamento e apoio psicológico para famílias e casais com filhos/as com disforia de género ou incongruência com o seu género, crianças e jovens que demonstrem sofrimento por pertencer a um determinado sexo; ou que sofram discriminações ou problemas sociais por não terem uma expressão de género tradicional de rapaz ou rapariga.

A colega responsável, Joana Almeida, promove igualmente Formações/Workshops para pais, mães, cuidadores, professores/as de educação especial, assistentes operacionais, ou outras populações, em questões da sexualidade de pessoas portadoras de perturbações neurodesenvolvimentais.

Intervenção Individualizada em diferentes Perturbações do Desenvolvimento

  • Perturbações do Desenvolvimento Intelectual (PDI), Trissomia 21, Síndrome de X Frágil, Síndrome de Williams, Síndrome Fetal-alcoólica e outros défices cognitivos

  • Perturbações do Espectro do Autismo (PEA)

  • ESSENCE

  • Perturbações da Atenção (incluindo Défice de Atenção, Perturbação de Défice de Atenção e Hiperatividade, DAMP)

  • Perturbações da Gestão do Comportamento (Perturbação de Oposição e Conduta, Perturbações de Comportamentos Disruptivos e do Controlo dos Impulsos)

  • Perturbação do Desenvolvimento da Linguagem

  • Perturbação do Desenvolvimento da Coordenação Motora

  • Dificuldades na aquisição dos pré-requisitos académicos

  • Perturbações da Aprendizagem da Leitura, da Escrita e da Matemática (incluindo Dislexia, Disortografia e Discalculia)

Parceria

diferenças.png
Image by Joanna Kosinska

Centro de Excelência no âmbito do Desenvolvimento Infantil, é no Diferenças que estão reunidos os Médicos e os Profissionais

de diferentes áreas que se destacam a nível nacional pelas suas capacidades técnicas e conhecimentos científicos.

O Diferenças disponibiliza um vasto conjunto de serviços de apoio para todas as perturbações do desenvolvimento, trabalhando diariamente para a concretização do nobre ideal da discriminação positiva das crianças, adolescentes e adultos com perturbações

do desenvolvimento.

Workshops e Formação

(dirigidas a educadores, professores, pais e outros técnicos)

Sinais de alerta no ensino pré-escolar, 1º ciclo e 2º ciclo;

A importância da psicomotricidade em idades precoces;

Como distinguir PHDA de falta de regras?

Insucesso escolar: como ultrapassar?

Compreender as perturbações do espectro do autismo;

Saber mais sobre as perturbações do desenvolvimento intelectual

Inclusão na sala de aula;

Desenvolvimento a comunicação e interação social;

E outras temáticas.

IMG_20160911_155636.jpg

Perfil

Sou uma profissional que ama o que faz e que trabalha diariamente em prol da plena inclusão das crianças e jovens com perturbações do desenvolvimento.
Acredito que todos nós temos sempre algo a aprender e a evoluir e por isso, sinto que ao capacitar as crianças, jovens e famílias com quem trabalho, também estou a evoluir pessoal e profissionalmente. Os desafios fazem-me seguir em frente e criar oportunidades e soluções.
Gosto de trabalhar em equipa e de partilhar ideias e conhecimentos.

Curriculum Vitae

Contactos

Telemóvel: (+351) 927 475 142

Email: passoseideias@gmail.com

Praceta Manuel Faria Nº444

4500-819 Espinho

Portugal

Siga-nos

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco

Obrigado pelo contacto.

Responderemos o mais depressa possível.